26 de setembro: Dia Mundial da Contraceção

O acesso à saúde sexual e reprodutiva é um direito fundamental do indivíduo

Os Estados devem considerar prioritário a prevenção da gravidez não desejada através da promoção do planeamento familiar e da educação sexual. A acessibilidades aos cuidados de saúde reprodutiva deve ser garantida universalmente e livre de discriminação (1).

A Associação para o Planeamento da Família (APF) e a Sociedade Portuguesa da Contraceção (SPDC) destacam, no Dia Mundial da Contraceção, os vários desafios que ainda se colocam nos cuidados de Saúde Sexual e Reprodutiva e especificamente na universalidade de acesso e na efetividade da informação sobre contraceção (2).

A legislação portuguesa comtempla consultas de Planeamento Familiar gratuitas nos cuidados primários e hospitalares.

28 de setembro: Dia Mundial do Aborto Seguro

O aborto ilegal é uma das maiores causas de mortalidade materna no mundo
 

O recurso ao aborto é potencialmente prevenido com o acesso à educação sexual, uso efetivo de contraceção e acesso ao aconselhamento contracetivo após o aborto.

No mundo, o aborto inseguro é uma das maiores causas de mortalidade materna. Os países com legislações mais restritivas têm números de aborto ilegal e inseguro maiores.

Em Portugal, desde 2007 a acessibilidade à interrupção voluntária de gravidez, por opção da mulher, está devidamente fundamentada na legislação, e no quadro normativo que rege o Serviço Nacional de Saúde.

VIII Reunião de reflexão sobre IVG


No próximo dia 20 de setembro de 2018 realiza-se a VIII Reunião de Reflexão sobre a IVG por opção da Mulher, no Portimão Arena - Auditório.

O programa pode ser consultado aqui e a inscrição deve ser feita aqui.

Abierto Plazo Matricula Master Anticoncepcion 2019

La incorporación a la práctica clínica de un importante número de novedades en el ámbito de la atención anticonceptiva (nuevas moléculas, nuevas vías, nuevas indicaciones) hace necesaria la impartición de estudios específicos en este campo de las ciencias de la salud. Por ello se ofrece el desarollo de un máster teórico-práctico dirigido a licenciados y diplomados interesados en anticoncepción y salud reproductiva de la mujer.

El objetivo de estudio es adquirir y actualizar el conocimiento de los diferentes métodos anticonceptivos, así como de las habilidades necesarias para un correcto manejo de los mismos.